Batpapo

A estrada da vida e suas encruzilhadas

Escrito por em 26 de Janeiro de 2018

Já estamos em outro ano e a Vitória fez tudo de novo, sempre a mesma coisa, um absurdo! Aposto que ela não foi a única.  Mas você se pergunta, o que ela fez de errado? E eu digo nada. Exatamente isso, ela não fez nada. Prometeu vida nova, fez listas, anotou metas e sonhou bastante, mas nada mudou por quê? Porque ela não FEZ, não realizou, faltou botar a mão na massa. Você está fazendo ou está apenas planejando? Pense nisso, é importante para sua vida.

Em 2018 eu completo 18 e eu passei muito tempo pensando em tudo. Esse ano tenho que fazer uma escolha muito importante, pois terminei o ensino médio e estou em uma das várias encruzilhadas da vida: faculdade? ano sabático? viver da minha arte? São muitas perguntas e poucas respostas. Sou muito nova e tenho muito a percorrer, mas no momento estou parada no sinal pensando em qual direção seguir. Isso me deixa aterrorizada. Eu sempre cometo o erro de procrastinar tudo, brasileiro né? E eu sei que não preciso sair do ensino médio formada, ninguém é obrigado. PORÉM eu, Vitória, se não decidir agora não sei se vou conseguir decidir daqui um ano ou dois. Mas o problema não é decidir faculdade, isso é o de menos, o problema é decidir sobre a minha vida, consequentemente meus estudos e trabalho.

Eu sempre gostei de escrever ideias, metas e sonhos no meu caderno. Dificilmente acabo tirando elas do papel, e isso é algo que quero mudar. E estou decidida a não me prender a elas, porque passo tanto tempo pensando em coisas que eu poderia estar fazendo mas não posso, que acabo esquecendo de decidir os caminhos que estão chegando. Eu sei que é muito importante planejar, sem planejamento é difícil, mas uma coisa que sempre tive em mente e sempre disse para os outros é que você não pode se prender neles, e sim planejar e executar. Mas eu sempre fui assim, ajudar os outros, dar ótimos conselhos e ser incapaz de ajudar a mim mesma. 18 anos não é nada, eu sei que é apenas o começo, mas daqui a pouco é 28, 38, 48 e eu ainda não me decidi.

Sobre o curso, demorei muito pra pensar e ainda não tenho certeza, mas já tenho em mente. No momento que estou escrevendo é algo relacionado a fotografia, jornalismo ou produção audiovisual. Só que eu mudo muito rápido e enjoo muito fácil, e esse é o meu maior medo. Toda vez que alguém me pergunta sobre meu futuro e faculdade eu sinto vontade de chorar, mas guardo para mim e acabo chorando depois, como está acontecendo agora enquanto escrevo. Tenho medo de escolher o caminho errado e me arrepender, tenho vergonha de ter toda essa insegurança com algo que todo mundo fala não ser tão apavorante assim. Esse é o primeiro texto pessoal que escrevo aqui, e é o primeiro post depois de 3 meses em que eu tirei férias do blog. E novamente, pela milésima vez vou recomeçar. Esse ano quero me livrar desses medos, não deixar o blog morrer de novo, tirar minhas metas do papel e começar uma faculdade. Peço desculpas aos meus leitores por abandonarem vocês, estou de volta e pretendo ficar.

Desejo do fundo do meu poço coração que essa não seja mais uma daquelas promessas que nunca se realizam, e espero muito que daqui alguns anos eu escreva um texto falando sobre os caminhos que percorri e das novas encruzilhadas que me aguardam. Saiba que eu nunca escrevi nada pessoal com medo das pessoas, meus familiares e amigos lerem, e essa é a primeira coisa que decidi mudar. Amo escrever e não quero mais sentir vergonha disso. Estou de TPM e talvez seja só drama e hormônios, mas é algo que estava na minha garganta e eu realmente precisava botar para fora. Vou adorar ler sobre suas encruzilhadas, então se você quiser podemos nos ajudar aqui nos comentários <3

 

Atenciosamente,

Vitória Müller Indecisa Teixeira

26/01/2018

Comentários

comentários

TAGS
POSTS RELACIONADOS
5 Comentários
  1. Responder

    PATRICIA COUSSEAU

    27 de Janeiro de 2018

    Olá,
    a única dica útil que eu posso te dar sobre o seu curso é: escolha aquilo que você sempre quis fazer. Eu pensei, pensei e ainda assim não foi exatamente o que eu queria. Não dizer que foi um erro, pois não foi, mas se eu tivesse escolhido o que eu sempre quis, talvez fosse mais feliz.
    Beijinhos e boa sorte nesta nova etapa.
    http://www.paticousseau.com

    • Responder

      Vitória Teixeira

      28 de Janeiro de 2018

      Oi, acho que esse é o problema, tenho muito medo de escolher errado justamente porque eu não sei exatamente o que eu quero. Muito obrigada <3

  2. Responder

    Karolini Barbara

    29 de Janeiro de 2018

    Respirou?! Porque essa loucura de se desesperar não irá resolver. Eu lhe entendo, já tive a sua idade, fiz N’s vestibulares para a faculdade pública aqui de Brasília (UNB), pensando em seguir na carreira de Publicidade e Propaganda, e o que aconteceu? Bom, eu fiz o Enem e daí consegui uma bolsa pelo PROUNI de 50% para fazer Jornalismo no IESB, eu amei! E eu amo meu curso, mas se quer fazer Jornalismo vou lhe avisar que o primeiros semestres costumam ser mais teóricos que práticos, mas é muito gostoso. Voltando ao seu desespero, eu mudei de profissão durante meu Ensino Médio todo, o que descobri é que tudo é aprendizado. Nada é desperdiçado. Outra coisa, você tem uma vida inteira pela frente. Tudo é possível de acontecer durante esse tempo. Você vai mudar de ideia, vai enjoar e recomeçar, e está tudo bem com isso. Viva devagar e sem pressa. 🙂

    Até mai Vitória! O/
    https://j-informal.blogspot.com.br/

    • Responder

      Vitória Teixeira

      30 de Janeiro de 2018

      Guria tu ta de volta!! <3 AHUHAUAHUAH

      Respirei já, e provavelmente vou fazer jornalismo HAHAHA. Sempre procurei absorver o máximo de todas as matérias, conhecimento é fundamental não apenas da área que tu gosta. Por isso é tão difícil escolher, eu gosto de tudo porque tenho em mente que aprender nunca é demais. Obrigada pelas dicas Kah, vou sem medo em Jornalismo ou Fotografia, se eu me arrepender eu vou lá e escolho outra coisa hehe <3

  3. Responder

    Grazy Bernardino

    9 de Fevereiro de 2018

    Oi Vitória, é um prazer conhecê-la! Obrigada pela visita no meu blog ♥.
    Agora deixa eu te dizer umas coisas bem legais sobre experiências pessoais, porque é pra isso que a gente bloga, comenta e visita as pessoas! Trocar experiências. Sou 11 anos mais velha que você e dependendo do ponto de vista isso pode ser muito ou pouco. Eu entrei na faculdade com 17 anos, pois sabia que eu cursaria História desde a quinta série! Cursei, formei e a vida é uma grande caixa de surpresas. Eu me vi diante de uma situação de formação onde eu não tinha preparo pra um trabalho que não fosse dar aulas. Eu dei aulas. Mas eu queria mais que isso, queria ser historiadora. Porém essa profissão não é regulamentada no nosso país e poucas pessoas são de fato historiadoras ou trabalham em museus e/ou ganham para fazer pesquisas. É uma realidade impactante, mas a vida segue e mesmo com esse problema no caminho o futuro me reservou e reserva lindas coisas! Não te estressas se por acaso, no futuro, tua escolha não se mostrar promissora. Pegue teu conhecimento e siga em frente! Nunca é tarde para novas experiências (hoje trabalho 1/2 período em um escritório e também tenho o blog e freelas em marketing digital). Tenho planos para colocar meu diploma em prática, planos que logo se concretizarão. Por isso eu te digo menina: siga o seu coração! O futuro não nos pertence ainda! Segue com amor e com confiança e não te preocupas! Vai ser lindo!

Deixe um comentário! <3

Vitória Müller Teixeira
Campo Bom, RS

17 anos, canceriana, gaúcha e a louca que da risada de tudo. Sou apaixonada por filmes, séries e jogos. Amo fotografia, suco de laranja e maquiagens artísticas. Consigo mexer a orelha e adoro matemática. Aqui no blog você vai encontrar bastante coisas relacionadas com a minha personalidade, o que é bom, porque gosto de tudo um pouco. :D

Redes Sociais
Seguidores
Curta a nossa fanpage
Lidos recentemente

Eu participo
%d blogueiros gostam disto: